Home > Ler sobre a casa > Muitas viagens, uma casa só

Muitas viagens, uma casa só

Foto de Muitas viagens, uma casa só
A casa desafia-te infinitamente. Através dela, são muitas as viagens que podes fazer. Mas aonde te conduzem os outros destinos que visitas e que te fazem sentir em casa?

Partilha este artigo

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Linkedin
  • Tumblr
  • Pinterest
  • Blogger

A casa é uma aventura constante, quer seja pelos desafios que te coloca, pelas sensações, estímulos ou vivências que constróis com ela. Tal como te pode trazer angústias e medos, também te pode oferecer aconchego, amor, segurança e inspiração. Independentemente do que a casa é, as viagens incríveis de autoconhecimento e descoberta que te proporciona são ilimitadas. A casa é apenas uma, mas as viagens são muitas. 

E o que acontece quando viajas para outros lugares, países ou experiências? Uma viagem coloca-te muitas vezes em contacto com uma nova “casa”, como se uma parte de ti encontrasse a sua própria origem até aí desconhecida. Quantas vezes te aconteceu sentires-te em casa naquele sítio mais improvável? Ou em sintonia plena com culturas tão diferentes da tua? E, sem dares conta, tudo na vida muda. Surgem novas sensações, conexões e mudanças, coisas passam a fazer sentido e outras dissipam-se. É como descobrir as peças que vão fazendo a ponte entre as várias partes soltas de um puzzle. Quanto mais peças juntares, mais nítido se tornará o puzzle. Eventualmente, irás visualizar uma casa que nunca viste ou sequer imaginaste, por outras palavras uma expressão de ti com a qual nunca sequer sonhaste.

Mas são tantas as viagens internas e externas e tantos os espaços por onde te moves, que eu pergunto: Será que a tua casa é mesmo aquela onde vives? Eu diria que não, porque o que vês nessa casa não é mais do que uma projecção de ti. E existem projeções de ti em tantos lugares! Para mim, a tua verdadeira casa é menos o espaço à volta e mais aquele universo maravilhoso e sagrado que existe dentro de ti e se vai expressando do lado de fora, seja na casa ou noutra paisagem qualquer.

É natural que a casa onde estás agora tenha muita importância para ti, mas ela está apenas a mostrar-te quem és neste momento, o que parece tão pouco e tanto ao mesmo tempo. Amanhã poderás mudar e expressar-te num espaço completamente diferente. Se, por um lado, esta casa representa um potencial imenso, simultaneamente também é limitada se nunca te abrires a ela e às outras realidades que te podem dar as peças que faltam para ires completando o puzzle da tua vida.

A partir da casa onde vives, podes ir a muitos sítios reais ou imaginários. Mas as muitas viagens que escolhes fazer para outros destinos, acabam por te levar invariavelmente a uma casa só, a esta casa interior que tu és e que vais reconhecendo nas tuas deambulações. Costuma dizer-se que quem leva muita bagagem, leva a casa às costas. Mas, a casa vai contigo à mesma ainda que vás sem bagagem nenhuma. Porque ela não se mede pela quantidade de coisas que carregas dentro da mala, mas sim pelos teus olhos.

Curiosamente, quando te propões a viajar dentro ou fora, a casa onde vives muda contigo. De uma forma ou de outra, vai integrar a nova informação que recebes e materializar algo até aí desconhecido para ti. Às vezes, é apenas algo que trazes da viagem e que passa a  colorir o espaço, outras vezes sentes mesmo vontade de transformar profundamente a casa toda. E pode até acontecer mudares de casa, porque essa deixa de ser o reflexo da tua casa interior!

O Ser é tão infinito para uma vida tão curta, que abrires os horizontes e ires em busca das outras peças é um desafio necessário se queres verdadeiramente aproveitar o tempo que tens. Seja a olhar para dentro ou para fora, através da tua casa ou de outros lugares que te chamam, apenas contigo ou com outros. A tua casa interior espera-te!


Recebe as novidades no teu email