Home > Ler sobre a casa > Parece uma simples estante!

Parece uma simples estante!

Foto de Parece uma simples estante!
Se cada detalhe da casa tem um significado para ti, a estante não é excepção. Observar o que ela tem ao centro e a forma como se organiza, dá-te a conhecer mais sobre o que acontece na tua vida, em particular dentro do teu coração.

Partilha este artigo

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Linkedin
  • Tumblr
  • Pinterest
  • Blogger

Esteja ela situada na sala, na cozinha ou no corredor, uma simples estante pode ser um laboratório muito interessante. Aparentemente, é apenas um sítio onde guardas livros, documentos, lembranças e todo o género de objetos decorativos, mas na realidade representa muito mais do que isso. Tal como a casa, cada área da estante tem o seu próprio significado. Ou seja, o que a estante contém e a forma como está organizada, diz muito sobre o que acontece na vida de quem habita a casa onde ela se encontra.

Se olhares de frente para a estante e a observares com atenção, independentemente desta ser pequena, grande, fechada ou aberta, vais reparar que não é toda igual. Ainda que seja uma estante simétrica e esteja meticulosamente arrumada, cada parcela irá ter as suas próprias características, de acordo com o desenho da estrutura, e com os livros e objetos que ocupam as suas prateleiras.

Diz-se que no meio é que está a virtude, por isso é exatamente sobre o que se passa no centro da tua estante que eu te vou falar. Sendo a estante um reflexo de quem és, a sua área central está diretamente relacionada com o teu próprio centro, simbolizando simultaneamente o coração da estante e o teu. Tal como no corpo humano, as condições em que se encontra este poderoso centro energético revelam se a energia que necessitas para alimentar a tua vida em geral está a ser produzida e distribuída de forma saudável, ou não. Um coração livre e afinado gera harmonia e vitalidade, mas um coração bloqueado pode criar todo o tipo de desequilíbrios, carências e dificuldades em avançar na via. Portanto, está na hora de descobrires o que ocupa esta área tão especial da tua estante.

Há algumas perguntas que podes colocar:

Em relação ao centro da estante: Existe um centro definido ou não tem contornos? Qual a sua forma? É um espaço amplo ou está dividido em parcelas mais pequenas? Encontra-se fechado ou aberto? Está acessível ou é difícil lá chegar? Costuma estar atulhado ou liberto? Tem iluminação ou é sombrio? Permanece organizado ou confuso? É uma área dinâmica ou estagnada?   

Em relação ao que guardas nesse espaço: Qual o tipo de livros e objetos? Que sensação te transmitem? O que representam para ti? São teus ou de outra pessoa? Têm utilidade ou estão apenas a decorar? Permanecem esquecidos ou costumas usá-los regularmente? Estão em bom estado ou danificados? Identificas-te com eles ou já não têm a ver contigo? Inspiram-te ou cansam-te? São coisas que ainda queres na tua vida? Gostas do que vês ou nem por isso?

As partir das tuas respostas, podes ficar com uma ideia do que está a ativar o teu coração, confirmar se está de acordo com o que queres para ti e modificar qualquer detalhe para dares expressão ao teu potencial. É um simples desafio que te lanço, mas garanto-te que pode ser muito transformador. 

Conta comigo para descodificar o significado de todos estes sinais na estante e na casa, e encontrar o que precisas.


Recebe as novidades no teu email